Como cobrir azulejos antigos

Para quem procura uma alternativa rápida, prática e econômica para dar uma repaginada em algum ambiente da casa saiba que cobrir os azulejos antigos pode ser a opção certa para você. É um ótimo recurso para ser aplicado em casas ou apartamentos alugados ou para quem gostaria de substituir aquele azulejo velho, desgastado e com estampas antigas mas que no momento não conta com um orçamento suficiente para realizar uma reforma mais complexa com a retirado dos azulejos anteriores. Existem várias maneiras de colocar esse ideia em prática e hoje trazemos algumas opção para você escolher a que mais se adapta a seu espaço e dar cara nova para os azulejos do seu banheiro, cozinha ou qualquer outro ambiente.

Azulejo sobre azulejo

Apesar de soar um pouco duvidoso é possível aplicar azulejo sobre azulejo. É um processo confiável e quando aplicado da maneira correta resulta com um acabamento perfeito. Para realizar esse procedimento é necessário que o revestimento antigo esteja intacto, ou seja, que não possua rachaduras, peças descoladas, estufadas ou soltas, e utilizar uma argamassa especifica para a sobreposição de azulejos cerâmicos. Para realizar esse procedimento é importante contar com profissional muito bem qualificado pois o acabamento deve ser primoroso, considerando que a aplicação do novo azulejo irá elevar a espessura da parede pelo menos dois centímetros. É um recurso recomendado para áreas menores como lavabos ou para paredes sem instalação de interruptores ou outros detalhes que dificulte o acabamento.

Adesivo vinílico

Os adesivos vinílicos para azulejos estão em alta na decoração de interiores. E isso porque com eles podemos mudar o visual da cozinha ou banheiro sem maiores esforços e com um resultado super atual e colorido que remete ao efeito criado pela utilização dos ladrilhos hidráulicos. Eles são aptos para ambientes úmidos mas o contato direto com a água deve ser evitado, portanto certifique-se de aplicá-lo sobre o rodapé do piso, o rodapia da bancada e evite o interior da ducha. Para realizar a limpeza utilize apenas um pano úmido com algumas gotas de detergente neutro, evitando escovas, álcool e produtos abrasivos.

Tecido adesivo impermeável

Outra opção prática e original para quebrar a monotonia de um azulejo antigo e sem graça é aplicar os tecidos adesivos. É possível encontrar esse material com várias estampas e tamanhos e na hora da compra é importante atentar-se para que o modelo escolhido seja a versão impermeável, apta para áreas úmidas como banheiro e cozinha. Assim como os adesivos vinílicos sua aplicação deve ser restrita a áreas onde o tecido não entre em contato direto com a água.  Esse tipo de tecido é aplicado através de uma cola já presente na composição do produto e que vem protegida por um liner que deve ser removido no momento da aplicação. Sua impermeabilidade protege o tecido contra o acúmulo de sujeira como gordura e outros detritos, tornando sua utilização apta também para o ambiente da cozinha. Para proceder a limpeza diária basta utilizar um pano úmido e detergente neutro.

Pintura

A aplicação da tinta diretamente sobre os azulejos irá colorir a superfície por completo eliminando as imagens mas deixando transparecer os rejuntes e texturas, caso seja uma peça com detalhes em relevo. É um recurso barato, de aplicação rápida mas que merece algumas ressalvas para que a pintura resulte bonita e duradoura. É extremamente importante realizar a pintura com tinta epóxi ou com uma tinta específica para a pintura de azulejos, esses tipos de tintas tornam o procedimento apto até mesmo para as áreas molhadas, como o interior do box, evitando que a superfície descasque. Para realizar a pintura a superfície cerâmica e os rejuntes devem estar limpos, sem vestígios de sujeira, gordura ou mofo, e as falhas como perfurações ou pequenas trincas devem ser niveladas com massa acrílica. Uma pintura feita com produtos e materiais de qualidade pode durar até cinco anos em perfeito estado.

Textura

A textura também pode ser aplicada para cobrir os azulejos antigos, com elas conseguiremos criar nas paredes diversos efeitos que vão desde o tradicional grafiato rústico até efeitos mais específicos que simulam a madeira, linho, camurça, mármore, etc. A aplicação da textura envolve todo um processo específico que deve ser realizado por um profissional experiente para que o efeito texturizado tenha um acabamento perfeito e bonito. Para realizar a aplicação é necessário limpar bem a superfície dos azulejos e nivelar os rejuntes com massa acrílica. Antes de espalhar a massa própria para textura recomenda-se aplicar um fundo fosco com tinta acrílica para uma melhor aderência do produto. Com a textura criada a parede já está pronta para receber a pintura com as cores escolhidas para decorar e criar o efeito desejado em seu ambiente.

Massa acrílica

A massa acrílica possibilita nivelar a parede de azulejos eliminando os rejuntes, e qualquer sinais de relevo que as peças cerâmicas possam apresentar, conseguindo assim um aspecto liso de parede em alvenaria comum. A aplicação deve ser feita por um profissional e seguir um processo especifico que envolve a limpeza dos azulejos, correção das imperfeições e posteriormente a aplicação de três camadas de massa acrílica intercaladas com o lixamento para um acabamento perfeito. Com os azulejos perfeitamente cobertos já é possível realizar a pintura da parede normalmente, e para um resultado mais duradouro utilize a tinta acrílica que é mais resistentes e de fácil limpeza.

Combinando as técnicas

Conhecendo as possibilidades de renovação dos azulejos é possível combinar as técnicas para repaginar sua cozinha, banheiro, copa, lavabo, área de serviço ou qualquer outro local que possua paredes revestidas por azulejos. Invista em produtos e em mão de obra de qualidade para que o resultado esteja dentro do esperado. Aproveite para trazer um toque original, moderno e cheio de cor para seus ambientes. A aposta para a renovação dessa cozinha foi combinar a pintura dos azulejos, com uma composição em preto e branco, junto com a aplicação de adesivos na parede da bancada. O resultado foi um ambiente cheio de personalidade e repaginado de forma rápida, barata e prática.

Horta Vertical: 10 Inspirações e Dicas para Você Fazer a Sua

Para os amantes de plantas e do verde, fazer um jardim ou uma horta vertical é uma ótima maneira de levar a natureza para dentro de casa. E, mesmo que a sua casa ou apartamento não tenha tanto espaço livre, ainda assim é possível fazer uma hortinha.

Para ter uma horta vertical, basta ter uma parede livre onde bata sol por pelo menos três horas por dia. Ou seja, possivelmente é muito mais fácil do que você imaginava – e a seguir vamos dar ótimas ideias para você fazer a sua própria horta vertical!

1. Esse tipo de horta vertical suspensa feita com madeira e vasos de barro, por exemplo, pode ser feita por você mesmo

Dicas gerais para ter uma horta vertical

Antes de iniciar a montagem da sua horta vertical, meça o espaço onde você deseja fazê-la. Se você deseja possuir um jardim vertical grande, é aconselhável contratar um paisagista para medir e fazer os cálculos necessários para não danificar a estrutura da parede de sua residência. Depois, decida quais tipos de plantas você deseja ter na sua horta.

2. O jardim vertical feito de madeira deixou a varanda muito mais confortável e ainda mais bonita. Projeto por Conceição Estrela

Para escolher as plantas para a sua horta vertical, você deve analisar quanto tempo de sol elas precisam e também se as raízes delas crescem muito. Afinal, na horta vertical não há muito espaço para as raízes se espalharem e, se você dispor de um local que não recebe muita luz solar, é melhor procurar plantas que preferem esse tipo de ambiente.

3. A horta vertical em canos de PVC suspensos é fácil de fazer e fica lindo na decoração

Dependendo do tipo de horta vertical que você deseja ter, pode ser necessário preparar a parede onde ela ficará. Em alguns casos, pode ser interessante cobrir com um plástico ou folhas de PVC para proteger a parede da água e dar suporte para a horta. Se você for utilizar canos de PVC ou outros tipos de vasos suspensos, isso pode não ser necessário.

4. Corredor com horta vertical em canos de PVC pintados de laranja

Tipos de horta vertical

Existem alguns tipos de jardins e hortas verticais, sendo os mais populares os de bolso, bandeja, vasos de barro e de materiais recicláveis. O tipo escolhido varia do estilo de decoração, espaço disponível, da disponibilidade de recursos e do tipo de plantas que você deseja ter em sua residência.

5. Pequena horta vertical em potes de vidro presos em pedaços de madeira

Além disso, é necessário verificar o tipo do sistema de irrigação, se será automático ou manual. A terra seca mais rápido nas hortas em vasos, por exemplo, por isso as regas devem ser diárias, preferencialmente. Caso opte pela irrigação manual,uma dica para saber quando realizar a irrigação é colocar o dedo na terra: se ela estiver úmida, não precisa molhar.

6. Para aqueles que possuem mais habilidades com plantas, é possível arriscar e plantar algumas leguminosas na horta vertical

E, dependendo do tipo de horta vertical escolhido, é interessante dispor as plantas que gostam de menos água em cima e as que gostam mais embaixo. Dessa forma, os vasos de baixo ficam mais encharcados.

7. Uma forma criativa de reutilizar latas de alumínio na horta vertical

 Plantas para horta vertical

Para decidir o que plantar na sua horta vertical, primeiro você deverá ter decidido já onde vai ser a horta. E considere também o seu tempo livre e disposição para cuidar das plantas!

8. Alguns lugares vendem suportes próprios para fazer hortas verticais

Caso você esteja disposto a se dedicar mais às plantinhas, pode escolher espécies que precisam de muita água e, por isso, podem necessitar de rega diária. Alguns exemplos são o orégano, a segurelha e a hortelã.

9. Você pode fazer composições diferenciadas para a sua horta vertical

Por outro lado, caso não possa ou não queira esse compromisso, as plantas que gostam menos de água são, com certeza, uma melhor alternativa. Algumas boas opções são o alecrim, a lavanda e a salsinha.

10. A horta vertical feita com garrafa PET é uma forma bem sustentável e barata de fazer a sua horta em casa

5 Dicas de Decoração para Sala: Como Transformá-la Rapidamente

Uma mesma sala de estar, diferentes tipos de decoração. Muitas vezes, a primeira ideia de quem quer mudar a cara de algum ambiente é recorrer a elementos que envolvem obra e, muitas vezes, provocam dor de cabeça: derrubar uma parede, pintar outra ou aplicar algum revestimento. Porém, dar uma nova identidade a um espaço pode ser mais simples do que se imagina.

1s

Ambiente sem nenhum objeto e móvel de decoração

Nesse apartamento, os elementos básicos como sofá, cortina, televisão e lareira de pedra permanecem os mesmos para mostrar que, utilizando apenas de objetos decorativos e complementos diferentes, pode-se criar variadas ambientações para uma mesma sala de estar. Almofadas, mesas de centro, tapetes, cadeiras e poltronas e quadros são essenciais num desafio desses!

Confira, abaixo, cinco dicas de decoração para sala que mostram como criar uma nova decoração em sua casa apenas com itens pequenos, que não vão afetar tanto o bolso e nem gastar o tempo de quem está querendo transformar a casa de um jeito rápido, fácil, inovador e express.

 Almofadas: Cores e Texturas para o Sofá

As almofadas são objetos de decoração relativamente baratos, fáceis de encontrar e que possuem uma grande diversidade de cores, estampas e texturas. Basta ter criatividade e um pouco de ousadia para montar os conjuntos!

Na primeira opção, a mistura de almofadas de diversas estampas e cores bem vivas destaca o estofado e deixa o ambiente com mais vida. A terceira escolha traz almofadas verdes, que deixam o espaço colorido mas, ao mesmo tempo, leve.

2s

No segundo caso, mais clássica, escolheu-se e um mix de almofadas neutras, mas com texturas e volumes diferentes para dar um charme para o sofá.

O verde é uma tonalidade que entra em harmonia com as paredes claras e piso do estar. Um dica boa para quem quer dar um ar novo ao sofá é trocar apenas as capas das almofadas, que podem ser armazenadas no armário quando não estiverem sendo usadas, sem ocupar muito espaço, para depois serem utilizadas novamente.

Mesas de Centro: Composição Diferentes

Outra opção não tão cara e simples para dar uma nova o ambiente é trocar a decoração do centro do ambiente: as mesinhas. Na primeira versão, dois pufes-mesa de concreto, acompanhados de livros coloridos e decorações em cima, fecham uma dupla com o pufe do tecido do sofá.

Na  segunda opção, um grande pufe quadrado, do mesmo tecido do sofá, e mais dois pufes pequenos e redondos de couro ecológico formam um conjunto super moderno, prático e aconchegante. Na terceira composição, uma mescla das duas alternativas anteriores traz um resultado mais divertido e versátil. Ou seja, com poucas opções e com a mistura delas, montou-se três ambientes lindos e diferentes. É só não ter medo de usar a criatividade!

3s

Cadeiras e Poltronas: Posições Diferentes, Ambientes Diferentes

Mesmo em um ambiente pequeno, é importante que se tenha lugares para acomodar os visitantes, como amigos e familiares. Por isso, as três opções apresentam cadeiras na lateral do sofá, servindo de ponto de apoio na sala de estar.

No segundo caso, as cadeiras de madeira e palha formam o conjunto, enquanto que, no primeiro, essas mesmas recebem almofadas, que aumentam a sensação de conforto e deixam o mesmo móvel com uma nova pegada. No terceiro ambiente, duas das cadeiras da mesa da sala de jantar foram trocadas de posição e ocupam outra ponta do espaço. Detalhe: como elas são de animal print, combinam muito com a mistura de cores e texturas dessa opção!

Tapetes: Ambientar a Sala sem Perder o Aconchego

Peças-chave quando se em decoração e conforto, os tapetes podem ser uma ótima solução para mudar o seu ambiente e deixar tudo mais aconchegante. Nesse apartamento, dois tapetes diferentes possibilitaram três versões para a decoração.

4s

Na primeira e terceira opções, um tapete clássico retangular de pelinhos cinza completa o espaço e, na segunda, um tapete peludo fake dá um chame para o conjunto de mesas de centro e pufes. A grande vantagem de se usar tapetes para transformar a cara de um ambiente é que eles podem ser enrolados e guardados quando a vontade de mudar novamente surgir, não ocupando muito espaço se não estiverem sendo usados.

Quadros: Soltos para Mais Opções

Nada melhor para tirar o vazio das paredes do que lindos quadros! O mais legal desse item de decoração é que se pode ter vários quadros espalhados pela casa e ir trocando as posições ou ambientes, assim como fizemos nesse apartamento. Do quarto para a sala, da sala para o quarto, as opções são várias! Também fica interessante utilizar os quadros com pequenos itens de decoração, posicionados em cima de bancadas ou apoiados nas paredes. Além de proporcionar um resultado moderno e despojado, torna-se muito mais fácil trocá-los de lugar e criar novas ambientações.

5s

Uma mesma sala de estar, três ambientes lindos, diferentes e cada um com seu estilo! O primeiro com uma pegada mais clean, leve e contemporânea. No segundo, bem jovem e colorido, a sala ganha uma mistura de tons e fica com um ar mais moderno. No terceiro, as matizes verdes trazem uma sensação reconfortante e de aconchego.

Ou seja, sem mudar os aspectos principais do ambiente, como sofá, cortina, televisão, lareira, pintura das paredes e até mesmo piso, montou-se três composições distintas usando apenas a decoração. Elementos soltos são essenciais para isso, ainda mais num apartamento pequeno, pois facilitam as transformações e possibilitam deixar o espaço sempre com algum elemento novo e surpreendente. Buscar referências e ousar na criatividade fazem toda a diferença!

 

Fonte: VivaDecora

 

7 móveis de madeira que estão na moda

O novo diamante da decoração, que todo mundo precisa ter em casa, chega dos bosques para encher lares e empresas com encanto e personalidade especial. Trata-se da madeira – seja ela em bruto ou “rude wood”. Com uma beleza difícil de superar, esses móveis com suas imperfeições ou cicatrizes que arrastam de outro tempo triunfam em ambientes de todos os estilos. Veja como usa-los em casa para estar em sintonia com a última moda.

 

1m

Em forma de aparadores

2m

3m

Se você gosta mais do estilo nórdico, industrial, vintage ou mediterrâneo, um aparador de madeira irá bem com todos os ambientes. Ele pode ser combinado com pisos laminados do mesmo material ou inclusive com piso de barro para aproximar-se mais de um estilo provençal. Se a manutenção de uma peça de madeira robusta lhe preocupa, não pense nisso, os marceneiros costumam trata-la com óleos especiais que as mantém como nova durante anos.

Reinventando uma porta

4m

Buscando um estilo mais jovem, dinâmico, fresco e ecológico podemos citar as portas de madeira rústica, chamadas também “tipo granjeiro”. Essas portas podem ser fabricadas a partir de um modelo antigo (retirando a pintura e tratando-a contra cupins) ou encomendando-a a um marceneiro. Com ferragens aparentes ou ocultas, com aparência mais clássica ou industrial, são ideais para casas de poucos metros. Utilize-as como portas de passagem ou no lugar das tradicionais portas de armários e closets.

Até na sua cozinha

5m

6m

Utilizar a madeira na cozinha é uma aposta segura e muito, muito atual. Claro, devemos ter em conta alguns mínimos cuidados para que fiquem perfeitas durante muitos anos. O importante é manter a madeira livre de gordura, pó e ter muito cuidado com os líquidos que possam cair. Tratando-se de uma cozinha, qualquer líquido que caia, por menor que seja, deve ser secado o mais rápido possível. Os modelos de portas de madeira oferecem a possibilidade de escolher entre muitos acabamentos de madeiras e o verniz. Desde as mais tradicionais como o cavalho, até outras menos vistas como a cerejeira, a faia e o mukali.

Reutilizando múltiplas peças

7m

Talvez a madeira seja um dos materiais que melhor envelhece, por isso é ideal para ser reutilizada em múltiplos projetos em casa. Com certeza você já viu pela internet como algumas pessoas utilizam velhas portas de madeira para fazer mesas de centro, ou inclusive como cabeceiras nos dormitórios mais “chics”. Projetos de DIY que incentivam a criatividade mas que, sejamos sinceros, não é qualquer pessoa sem experiência que consegue fazer. No caso de não estar muito familiarizado com a bricolagem, o melhor é encomendar um móvel de madeira natural a um marceneiro. Tenha em conta que todos os veios que apresenta a peça de madeira, assim como seus arranhões e pequenas rachaduras, são marcas que aportam um encanto original que não desprestigia sua qualidade. Este dormitório que aparece na foto desfruta de uma cabeceira sob medida forrada com lâminas de madeira natural. Uma solução nota 10 tendo em conta o pilar tão incômodo que se encontra também na cabeceira.

Revestindo todo tipo de superfícies

8m

Forrando armários, despensas ou cristaleiras inteiras, os revestimentos de madeira muito naturais são ideias. Sem pintura nem vernizes, por fim voltamos a falar de um material que não segue a moda. Entre os mais conhecidos está o carvalho, o arce, a cerejeira americana, ainda que também se utilizem as madeira exóticas tropicais. Deixe-se assessorar por um bom profissional antes de lançar-se a aventura de colocar um móvel de madeira natural em sua casa.

Misturada com ferro

9m

Outro material que permanece inalterado durante anos é o ferro, por isso encaixa-se perfeitamente com a madeira. Utilize-o nos pés das mesas mais robustas, rodas, ferragens ou qualquer outro complemento que imaginar. Já o vimos em portas tipo granjeiro e se repete em móveis de todos os tamanhos. Frequentemente se mistura ferro forjado com a madeira, requerendo cada um desses móveis de alguns cuidados essenciais. A união de ambas peças é a área mais delicada. Se você teve a sorte de herdar um móvel de forja e planeja renová-lo, deixe-o nas mãos de um bom restaurador que saiba dar a cada material o que necessitam.

Em sua versão mais pura

10

As estantes são um clássico que por muito que os livros digitais estejam na moda não as perdemos de vista. Com luz integrada ou sem, algumas são fabricadas inteiramente em madeira ou misturadas com gesso ou drywall. Aproveite o espaço entre dois pilares para instalar prateleiras de madeira ou faça como na imagem e levante toda uma composição com o desenho que preferir. Você pode deixar as prateleiras abertas, misturá-las com portas ou inclusive servir de base para expor obras de arte ou lembranças de suas viagens. Uma combinação deste tipo te dá margem para tirar melhor proveito dos espaços pequenos, podendo inclusive aproveitar para acrescentar a tv (e todos os cabos da tecnologia que a acompanha) em seu interior.

 

Fonte: Habitissimo

5 Antes e depois surpreendentes

Muitas vezes entramos em apartamentos ou casas antigos e temos dificuldade em imaginar aquele espaço atualizado. Hoje separamos alguns projetos nossos onde podemos ver o antes e depois dos espaços e todo o potencial que ambientes que consideramos antiquados pode ter!

ad1

Cozinha: de antiga a moderna

ad2

Esta cozinha estava desatualizada, com os revestimentos e layout originais da época da construção do apartamento, nos anos 70. Também a tubulação de hidráulica e elétrica precisava ser revista, bem como a iluminação do ambiente potencializada, pois na época não era costume fazer forro de gesso e embutir luminárias direcionadas ao uso.

ad3

ad4

No lugar do antigo tampo em inox, foi utilizado um tampo em pedra industrializada na cor branca com a cuba dupla embutida em inox. Mesmo demandando certos cuidados na utilização – este tipo de material pode manchar – a vantagem é enorme, pois a área de trabalho em tom claro deixa a preparação com os alimentos mais visível. Além disto, o ambiente ficou muito mais iluminado, permitindo o uso associado de alguns móveis em preto – desejo da moradora.

Banheiro com novos revestimentos

ad5

Neste banheiro os azulejos decorados, as louças escuras e o box colorido absorviam muito a luminosidade do espaço. Também se fazia necessário atualizar o encanamento de água quente e fria e trocar todos os acessórios, como metais, duchas e torneiras.

ad6

Foi proposto o uso de revestimentos em tamanho maior – no piso 60x60cm e nas paredes 60x30cm. Os formatos maiores ampliam o espaço por ter menos rejuntes e o acabamento retificado também deixa a superfície mais plana e os rejuntes mais estreitos. Usamos piso e paredes em branco com exceção da parede do box que recebeu um revestimento em cinza brilho ficando em destaque! Ainda no box, uma solução muito pratica é a abertura de um nicho na parede para uso como prateleira para os produtos. Este nicho deixa o espaço do box mais livre e menos perigoso que as prateleiras salientes. O box em vidro transparente também permite que toda a claridade passe para a área da pia.

Banheira mais confortável

ad7

ad8

Este banheiro também estava muito antigo e desatualizado, mas o principal problema no espaço é que a banheira que existia não era confortável. Pequena e sem hidromassagem, ela era construída e revestida com o próprio revestimento das paredes o que a deixava fria e ergonomicamente inadequada.

ad9

No tampo e na banheira utilizamos o mesmo mármore para garantir unidade visual ao espaço sem deixá-lo monótono. Sobre a bancada foi feito um armário de parede a parede, com portas de correr revestidas em espelho, para acomodar os itens mais utilizados no dia a dia. O aquecedor de toalhas elétrico fixo na parede é super útil para dias úmidos evitando mofo nas toalhas e é um luxo para quem gosta de se secar com uma toalha quentinha!

ad10

O bidê foi retirado para aumentar o tamanho da banheira escolhida, que passou a acomodar duas pessoas.

Quarto colorido

ad11

A proprietária deste quarto adora cor e também os seus

móveis antigos existentes. Mas o dormitório não estava agradando por estar

escuro e sem graça, notem como a pintura da parede era com aquela textura que foi bem usada nos anos 90 e que deixa um aspecto mais rustico ao ambiente.

ad12

Utilizando praticamente toda a base de mobiliário existente, propusemos pintar com tinta tipo laca – executada por uma marcenaria, este tipo de pintura tem várias tonalidades e maior resistência – a cama e o criado mudo em um tom de lilás. Este foi o ponto de partida para o projeto do quarto. Com base nesta tonalidade, escolhemos o papel de parede que mistura verde, cinza e lilás de maneira bem suave, aplicado em meia parede, onde antes ficava a textura. Sob a janela, uma bancada de trabalho aproveita toda a luminosidade da janela e ainda acomoda os sapatos em portas de correr com frisos vazados que permitem a ventilação dos calçados.

ad13

Outro móvel que foi reaproveitado foi o armário que permaneceu com sua estrutura original e teve as portas trocadas por portas de correr, que podem ser mais amplas – aumentando também a sensação de amplitude do espaço – e com os acabamentos branco e espelho, que também multiplicam a luminosidade.

Sala modernizada

ad14

Esta sala de estar e jantar estava com o layout não satisfatório para os moradores. A televisão ficava muito alta, eles precisavam de um espaço para escritório e  também queriam que a churrasqueira não ficasse tão evidente no ambiente. Além disso, a lareira tinha um formato antiquado e as paredes e moveis muito brancos, deixando uma sensação de frio, faltava cor e aconchego.

ad15

Propusemos o uso de mdf com acabamento amadeirado no mobiliário, associado a um tom fendi, trazendo mais aconchego para a sala. A televisão saiu de cima da lareira, ficando na parede ao lado e a lareira foi toda revestida com painéis amadeirado. Tivemos o cuidado de aplicar uma larga moldura de mármore na lareira para evitar o aquecimento dos painéis. A televisão fica em uma altura confortável para uso em sofá, estando instalada em média com o seu centro horizontal a 1,20m de distância do piso. O ventilador de teto foi substituido pelo split e a luminária de cupulas por um pendente em vermelho bem mais moderno!

ad9 ad16

Na churrasqueira também usamos painéis em mdf cobrindo a boca da churrasqueira com uma porta que pode ser recolhida para a parte superior do painel com contrapesos. Esta solução deixa a sala livre de cheiros, vento e sujeira vindos da churrasqueira. As paredes coloridas em um tom de off White também trazem mais aconchego para o ambiente todo, compondo com o novo estofado, almofadas e pufe em tons de cinza azulado e as cadeiras e poltronas que já eram existentes e foram apenas trocados os tecidos dos assentos. Mudanças surpreendentes, não acha?

Fonte: Habitissimo

 

Copa do Mundo: prepare a casa para os jogos do Brasil

Móveis e acessórios, além de utensílios domésticos, podem tornar as partidas do Mundial mais divertidas

A Copa está chegando e o ZAP em Casa trouxe dicas para você decorar a casa com esse tema. Escolha o ambiente onde você vai assistir os jogos e torne a decoração mais divertida.

copa1

“Se você tem alguma intimidade com máquina de costura, pode fazer almofadas com as cores da bandeira do Brasil. Pode ser literal, fazendo uma bandeira mesmo, ou sutil, usando apenas as cores e desenhos variados. Vale a criatividade de cada um”, sugere a designer de interiores Cláudia Bergamasco.

Para arquiteta e designer de interiores Lessandra Dottori, substituir as almofadas comuns por almofadas na cores verde, amarela e estampadas com a bandeira do Brasil pode deixar o ambiente mais decorativo e confortável. As capas de almofadas de tricô e crochê também podem ser usadas nos tons da Copa.

Cláudia também aconselha usar o tema nos jogos americanos e toalhas de mesa. “Nesse caso, o foco pode ser o campo. Com tinta branca para tecidos, dessas que vêm em embalagem de bisnaga, risque num tecido na cor verde bandeira (de preferência de algodão, facilmente encontrado em lojas de armarinhos), as marcações de um campo de futebol. Se preferir jogos americanos, faça um para cada membro da sua família e alguns a mais para receber amigos”, ensina.

copa2

Na hora do jogo, vale oferecer aos torcedores embalagens com tira-gostos. “É fácil. Pegue cartolinas coloridas, corte retângulos e dobre-os como um cone. Prenda com fita adesiva e encha de pipoca, amendoim etc. Crianças e adultos vão gostar”, recomenda Cláudia.

copa3

Para a designer Alessandra Delgado, apostar no mobiliário com as cores da bandeira pode ser a solução para alegrar o ambiente e deixar os espaços cheios de energia. A Girona Design, por exemplo, possui peças atemporais e com design que são ideais para esses momentos. “A cor amarela é eterna, ideal para ser utilizada em aparadores e mesas laterais, que servirão de apoio para as comidas e bebidas na hora do jogo”, aponta Alessandra Delgado.

copa4

Segundo Alessandra, o verde e o amarelo são cores análogas, já que possuem uma mesma cor em comum, o próprio amarelo. “Essa composição segue uma das regras básicas da combinação de cores, um truque para saber que a junção das duas não vai dar errado”, explica a designer.

copa5

“Quem gosta de reunir os amigos para assistir aos jogos da Copa poderá usar os utensílios de cozinha como decoração. Copos verdes e amarelos, pratos e outros produtos foram desenvolvidas por diversas empresas para atender aos festejos da Copa. Alem de serem alegres, enfeitam a mesa e tornam a comemoração mais estilosa”, argumenta Lessandra Dottori.

Fonte: Revista Zap Decoração

 

7 cozinhas de arrasar

Cada vez mais a cozinha está ganhando destaque na decoração da casa. Antes deixada um pouco de lado, agora mais planejada, aconchegante e aberta ao resto da casa e às visitas, o cômodo recebe uma atenção especial nos projetos de reforma. Os tons clássicos como branco, bege e marrom, muito utilizados no passado, agora dão lugar às mais variadas paletas. As cores aparecem no piso, nas paredes, nos armários e até nos eletrodomésticos – que são lindos – né?!. Selecionamos 7 cozinhas reformadas que não economizaram na mistura de tons e são de arrasar:

Armários abertos

b'

b1-1

Os protagonistas desta cozinha são o uso de materiais simples, mas com personalidade, a mesa suspensa e o armário aberto. As paredes receberam pintura esmalte brilhante para resistir à gordura e facilitar a limpeza; o piso é de pedra São Tomé não polida – ele envelhece bem, não escorrega e fica bonito mesmo manchado – e a bancada de granito preto é neutra e também esconde manchas. A mesa consiste em uma viga metálica fixada nos pilares de concreto e um tampo de madeira Teka, ou seja, ela não tem pés. Os armários, sem portas, são de fórmica, uma solução barata, resistente e funcional.

Utensílios no teto

b2

b2-2

Você certamente já ouviu falar de jardins suspensos, agora pense nessa mesma ideia e troque as plantas por panelas. Inusitado, não é mesmo?! Essa ideia rouba completamente os olhares nesta cozinha totalmente aberta para a sala. Uma cozinha que não isola ninguém. Quem comanda o fogão consegue interagir com todo mundo. Para completar, os armários pretos com bancada de madeira e o piso preto dão charme para as paredes brancas.

Quadro verde na parede

b3

O charme desta cozinha está nesta parede pintada de verde, bem no estilo lousa, daquelas escolares de quadro negro. Não é de hoje que as paredes tipo quadro têm ganhado destaque na decoração de casas e escritórios. Nela você pode deixar recados, receitas, desenhos e anotações importantes a serem lembradas atreladas a uma composição moderna e inovadora.

Iluminação e led

b4

Essa cozinha americana pequena é de arrasar pois a iluminação tem um papel fundamental neste ambiente. Uma boa luz contribui para que as atividades culinárias sejam realizadas com maior facilidade e segurança. A dica aqui é definir pontos estratégicos para a organização de luminárias e fitas LED. Observe que visual bacana faz os pendentes sobre a bancada e o led sob os armários. Efeitos simples como esses contribuirão para sua rotina ser mais confortável.

Cozinha azul

b5

b5-5

Neste projeto, a cozinha foi planejada para ser o coração da casa, pois essa família costuma se reunir ao redor da mesa ou do fogão. O cômodo não passa de um corredor estreito, porém a retirada das paredes e a marcenaria colorida o fizeram crescer em tamanho e importância. Criou-se uma base sóbria com a bancada de concreto, a pia de aço inox e os ladrilhos hidráulicos. Anote a dica: armários sem puxadores deixam o visual mais leve e não atrapalham a passagem.

Inspiração industrial

b6

b6-6

O ponto positivo dessa cozinha é reunir vários elementos de personalidade forte: uma parede de tijolinhos — instalações elétricas ficam à mostra –, verde-água de acabamento brilhante na marcenaria, alvenaria pintada de preto e janela e porta de demolição. Encaixada em um nicho de alvenaria feito justamente para acomodá-la, a geladeira não atrapalha a circulação. Existe um toque de frescor que se estende até a janela, que dá vista para o quintal e uma farta trepadeira. Natureza e ambientes iluminados não faltam nesse projeto.

Miscelânia de itens

b7

b7-7

Essa cozinha é um espaço integrado à sala de estar e com medidas enxutas. A antiga sala de jantar transformou-se em uma área de preparo, com direito a fogão industrial. Pensando em funcionalidade, as bancadas e a pia de aço foram compradas em lojas de cozinha industrial. Como decoração, uma prateleira que vai de ponta a ponta da parede, recheada de livros de culinária, e a mesa rústica, adaptada com um recorte para receber o cooktop. O restante da sala integrada traz uma miscelânea de histórias traduzidas em móveis, estampas e obras de arte. Sem a obrigação de se combinar, as peças trazem identidade à decoração e refletem o espírito de seus moradores.

Fonte: Habitissimo

Apê de 45m² é reformado sem quebra-quebra

Um apartamento de 45m² pode parecer pequeno, em um primeiro momento. Na verdade, é possível abrigar em espaços confortáveis uma família de 4 pessoas. Nesse caso, o trunfo está no planejamento de cada ambiente, usos e decoração escolhida. O resultado é surpreendente tanto em aspectos visuais quanto em aspectos funcionais.

Planta favorável

ap1

Não foi necessário quebrar as paredes desse apartamento. A planta já tinha uma boa distribuição, a circulação era favorável e os espaços fluídos. A escolha certeira foi optar por uma marcenaria planejada e desenhada especialmente para o apartamento, de maneira inteligente, poupando espaço e deixando os cantinhos leves e ainda assim, funcionais.

Cores especiais

ap2

Logo na entrada, um tom de roxo forte nos recebe e contrasta com o verde da porta, formando uma combinação bastante agradável. Essa parede torna-se elemento chave para o restante da decoração, que mais neutra equilibra bem os espaços. Alguns toques de cor, como o acrílico laranja da estante suspensa da sala, combinam bem os a paleta escolhida. A cozinha em tons neutros não deixa que o espaço fique carregado de cores e complementa a harmonia entre os ambientes.

Decoração com design

ap3

Mesmo que pequeno, o apartamento tem peças bastante estilosas e únicas que garantem que os espaços sejam diferenciados. O cantinho com a mesa economiza espaço com apenas duas cadeiras e um banco, encostado na parede. A mesa e as cadeiras são modernas e de cores neutras, o que permite a presença da estante diferente fixada na parede, em estrutura metálica com nichos em madeira e detalhes em acrílico.

Espaços clean e leves

ap4

Apesar de pequeno, o apartamento tem detalhes que fazem toda a diferença na percepção do espaço e contribuem para a sensação de amplitude. A sala e a cozinha são integradas e apesar da diferença de pisos, sua comunicação é bastante direta e visualmente leve. O balcão que separa os dois ambientes é bastante simples e por ser vazado, permite essa comunicação visual de forma clara.

Cozinha bem resolvida

ap5

Apesar de pequena, a cozinha desse apartamento teve uma resolução certeira e com circulação bastante confortável. Optou-se por centralizar em uma das paredes todos os eletrodomésticos e armários. Dispostos de forma linear, a circulação ficou livre e garantiu uma cozinha fluida. Para contribuir com isso, as cores claras e neutras não permitem que o ambiente fique sobrecarregado.

Marcenaria inteligente

ap6

Sem dúvidas, a melhor solução para esse apartamento pequeno parecer grande foi optar por uma marcenaria planejada. O quarto para as duas crianças tem o necessário para funcionar bem e um espaço muito bem solucionado. Para que pudesse coexistir duas camas, escrivaninha e também guarda-roupa, as camas foram sobrepostas de forma perpendicular e em alturas diferentes para que pudessem caber tranquilamente. Uma ideia incrível e um resultado bastante interessante!

Espelho, espelho meu

ap7

O quarto do casal também tem dimensões justas e mesmo assim foi possível criar um espaço agradável. Além de uma cabeceira linear, com criados embutidos e bem posicionados, o truque da vez ficou por conta nos espelhos das portas do armário. Com portas de correr que já poupam área de circulação, os espelhos duplicam os espaços naturalmente e trazem a sensação de amplitude.

Banheiro cheio de charme

 

ap8

O banheiro desse apartamento deve servir ao casal, aos filhos e também as visitas. Dessa forma, optar por uma paleta neutra garantiu que seu uso servisse para todos os casos e mesmo neutro, apresenta uma decoração diferenciada. A madeira dos armários deixou o espaço mais aconchegante e o preto da bancada trouxe praticidade e força ao espaço. O toque final fica por conta do piso que apesar de neutro, traz uma estampa agradável.

Fonte: Habitissimo

 

Papel de Parede 3D: Saiba Como Usar e Inspire-se com 10 Exemplos

O papel de parede é uma das formas mais baratas e fáceis de transformar um ambiente. Se você decidir usar um papel de parede 3D, a mudança é ainda maior e mais impactante!

p1

1. Veja como fica o efeito desse papel de parede 3D na sala de estar. Projeto de Beto Galvez e Norea de Vitto

Seja imitando texturas ou exibindo paisagens, o papel de parede 3D é uma opção incrível para quem quer uma decoração marcante. É esse o seu caso? Então continue lendo para descobrir como usar bem esse item!

p2

2. Um papel de parede 3D pode dar a impressão de que há textura ali. Projeto de Teresinha Maia de Carvalho

É através da ilusão de ótica que o papel ou adesivo de parede 3D passa a sensação de profundidade que nos deixa intrigados e querendo saber se aquilo é mesmo real ou não. Ele pode ser usado nos mais diversos cômodos da casa, da cozinha ao quarto de bebê

p3

3. Existem várias opções de papel de parede 3D para quartos infantis. Projeto de Graciela Pinero

As estampas são as mais diversas, podendo exibir desenhos infantis, simular texturas e imitar materiais como madeira e tijolos. Aliás, se comparado a revestimentos 3D, o papel de parede 3D sai muito mais em conta e tem a instalação bem mais rápida e fácil.

p4

O visual do papel de parede 3D é impactante e é melhor aproveitado quando usado para dar destaque. Por isso, o mais recomendado é usar esse tipo de papel de parede com moderação, pois pode ficar exagerado ou ainda causar desconforto visual se for usado em mais de uma parede do cômodo.

p5

5. Este papel de parede 3D foi usado apenas em parte da parede e mesmo assim teve um impacto grande na sala. Projeto de Vinicius de Mello

No caso do papel de parede 3D para sala de TV ou de estar, o ideal é ter cuidado ao escolher a parede que será coberta. Prefira aquelas que não ficam diretamente no campo visual de quem vai passar tempo na sala.

p6

6. Aqui, o papel de parede 3D fica exatamente atrás da TV, mas, por ser de cores escuras e mais sóbrio, não incomoda a visão. Projeto de Glaucio Gonçalves

Esse mesmo conselho pode ser usado para o papel de parede 3D para quarto. Nesse espaço, é melhor usar o papel atrás da cama, pois em outros locais pode causar incômodo e até mesmo vertigem.

p7