10 Ideias para uma Casa Confortável

Estamos em um momento onde a busca pelo conforto e aconchego do lar é cada vez maior. Podemos adaptar suas premissas para a essência brasileira e transformar nossos lares em verdadeiros refúgios acolhedores. Inspire-se!!!

 

1 – ABRA AS JANELAS

Diferente do clima frio e úmido presente nos países onde o estilo Hygge, Lagom e Cosàgash fazem sucesso, nosso país possui um clima tropical e podemos tirar um grande proveito disso para nosso bem estar e qualidade de vida. Portanto, abras as janelas e deixe o sol entrar, renove o ar e faça com que seus ambientes se preencham de luz natural, deixando os espaços aconchegantes e inspiradores.

2 – TEXTURAS NATURAIS

O conforto sensorial também deve ser levado em conta. Ou seja, explorar os sentidos também é uma forma de aportar aconchego em casa. Portanto opte por texturas naturais e macias para tapetes, almofadas, mantas, edredons, cortinas e etc. Sentar em um sofá macio e aconchegante, descansar em uma cama bem arrumada com uma manta gostosa pode ser um presente para o corpo e para a alma.

 

3 – SIMPLICIDADE NOS DETALHES

Ter uma casa acolhedora não deve custar caro e deve ser muito mais uma questão de “sentir” do que de “ter”. Opte pela simplicidade e no que você realmente gosta. Desfaça-se de excessos, dê preferência para móveis de linhas simples, com tamanhos compatíveis com seu espaço e com as necessidades de sua família.

 

4 – NATUREZA EM CASA

As plantas têm um poder incrível de energizar os ambientes e desprendem uma grande sensação de aconchego. Além disso, ajudam a filtrar o ar, refrescam o ambiente e deixam a decoração ainda mais bonita. Criar cantinhos verdes em casa, seja no dormitório, na sala, na varanda ou até mesmo na cozinha e no banheiro, é uma maneira de deixar a casa mais acolhedora e aportar uma pitada de natureza.

 

5 – CANTINHO PRA RELAXAR

Quando falamos de tornar a casa mais acolhedora nada é mais importante do que transformá-la em um refúgio prazeroso. Ter um cantinho preferido pra ler um livro, descansar, meditar, realizar refeições em família de maneira diferente, praticar um esporte, pintar um quadro ou seja qual for seu hobby preferido é muito importante. Analise as possibilidades da sua casa e não abra mão de criar um cantinho especial que desperte a vontade de desfrutar em casa.

 

6 – ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL NA MEDIDA

Claro, a iluminação artificial é fundamental dentro de uma casa. Mas além disso devemos pensar e estudar sua aplicação para não se exceder e acabar atrapalhando as atividades do dia a dia. Além da iluminação geral invista em focos de luzes indiretas para criar um clima aconchegante quando for necessário. Aposte em abajures, apliques, fitas de led e até mesmo nas velas para ambientar seus cômodos de forma suave e acolhedora.

 

7 – MEMÓRIA AFETIVA

Estar em uma casa que nos desperte bons sentimentos e memórias também é muito aconchegante. Sendo assim, aproveite para decorar com fotos de família ou de momentos especiais. Reaproveite um móvel antigo que foi da sua avó ou crie um cantinho dedicado à objetos trazidos de viagem. Dessa forma você e sua família estarão rodeados de lembranças que despertam felicidade e alegria.

 

8 – MOMENTOS EM FAMÍLIA

Por mais que a família esteja vivendo sob o mesmo teto é importante que a convivência seja estimulada todos os dias. Para isso, crie ambientes onde socializar com seus familiares como por exemplo uma grande mesa para tomar café da manhã na varanda, uma sala de estar aconchegante para uma conversa no final do dia, um cantinho especial para brincar com as crianças e desfrute não só da casa mas também da companhia de seus entes queridos.

9 – EXPLORE O MOMENTO DO BANHO

Uma boa chuveirada no início do dia é energizante e logo após um longo dia de trabalho pode ser revigorante e relaxante. Transforme o banheiro em um local onde desfrutar, se preparar para iniciar o dia da melhor maneira e onde iniciar o descanso quando chegar em casa. Utilize plantas, velas, aromatizadores de ambientes e uma iluminação suave para relaxar durante o banho como se fosse um verdadeiro spa.

 

10 – O CHEIRO DA SUA CASA

Quando falamos em conforto sensorial também podemos incluir os odores. Fazer com que sua casa tenha um cheirinho especial, que seja notado no momento que você entra em casa, também pode ser muito prazeroso. O cheirinho especial pode ser aportado com velas, flores frescas, plantas aromáticas, ambientadores de ar ou misturinhas caseiras para roupa de cama e banho.

 

Curtiu? Nós temos casas a venda com todas essas características, visite o site da Imobiliária Gabriel e veja nossas opções para cidades de Jaú, Pederneiras e Brotas.

Nosso Whatsapp: (14) 99815 3646
Nosso telefone: (14) 2104 0800

Curta nossa Página no Facebook

5 Dicas de Decoração para Sala: Como Transformá-la Rapidamente

Uma mesma sala de estar, diferentes tipos de decoração. Muitas vezes, a primeira ideia de quem quer mudar a cara de algum ambiente é recorrer a elementos que envolvem obra e, muitas vezes, provocam dor de cabeça: derrubar uma parede, pintar outra ou aplicar algum revestimento. Porém, dar uma nova identidade a um espaço pode ser mais simples do que se imagina.

1s

Ambiente sem nenhum objeto e móvel de decoração

Nesse apartamento, os elementos básicos como sofá, cortina, televisão e lareira de pedra permanecem os mesmos para mostrar que, utilizando apenas de objetos decorativos e complementos diferentes, pode-se criar variadas ambientações para uma mesma sala de estar. Almofadas, mesas de centro, tapetes, cadeiras e poltronas e quadros são essenciais num desafio desses!

Confira, abaixo, cinco dicas de decoração para sala que mostram como criar uma nova decoração em sua casa apenas com itens pequenos, que não vão afetar tanto o bolso e nem gastar o tempo de quem está querendo transformar a casa de um jeito rápido, fácil, inovador e express.

 Almofadas: Cores e Texturas para o Sofá

As almofadas são objetos de decoração relativamente baratos, fáceis de encontrar e que possuem uma grande diversidade de cores, estampas e texturas. Basta ter criatividade e um pouco de ousadia para montar os conjuntos!

Na primeira opção, a mistura de almofadas de diversas estampas e cores bem vivas destaca o estofado e deixa o ambiente com mais vida. A terceira escolha traz almofadas verdes, que deixam o espaço colorido mas, ao mesmo tempo, leve.

2s

No segundo caso, mais clássica, escolheu-se e um mix de almofadas neutras, mas com texturas e volumes diferentes para dar um charme para o sofá.

O verde é uma tonalidade que entra em harmonia com as paredes claras e piso do estar. Um dica boa para quem quer dar um ar novo ao sofá é trocar apenas as capas das almofadas, que podem ser armazenadas no armário quando não estiverem sendo usadas, sem ocupar muito espaço, para depois serem utilizadas novamente.

Mesas de Centro: Composição Diferentes

Outra opção não tão cara e simples para dar uma nova o ambiente é trocar a decoração do centro do ambiente: as mesinhas. Na primeira versão, dois pufes-mesa de concreto, acompanhados de livros coloridos e decorações em cima, fecham uma dupla com o pufe do tecido do sofá.

Na  segunda opção, um grande pufe quadrado, do mesmo tecido do sofá, e mais dois pufes pequenos e redondos de couro ecológico formam um conjunto super moderno, prático e aconchegante. Na terceira composição, uma mescla das duas alternativas anteriores traz um resultado mais divertido e versátil. Ou seja, com poucas opções e com a mistura delas, montou-se três ambientes lindos e diferentes. É só não ter medo de usar a criatividade!

3s

Cadeiras e Poltronas: Posições Diferentes, Ambientes Diferentes

Mesmo em um ambiente pequeno, é importante que se tenha lugares para acomodar os visitantes, como amigos e familiares. Por isso, as três opções apresentam cadeiras na lateral do sofá, servindo de ponto de apoio na sala de estar.

No segundo caso, as cadeiras de madeira e palha formam o conjunto, enquanto que, no primeiro, essas mesmas recebem almofadas, que aumentam a sensação de conforto e deixam o mesmo móvel com uma nova pegada. No terceiro ambiente, duas das cadeiras da mesa da sala de jantar foram trocadas de posição e ocupam outra ponta do espaço. Detalhe: como elas são de animal print, combinam muito com a mistura de cores e texturas dessa opção!

Tapetes: Ambientar a Sala sem Perder o Aconchego

Peças-chave quando se em decoração e conforto, os tapetes podem ser uma ótima solução para mudar o seu ambiente e deixar tudo mais aconchegante. Nesse apartamento, dois tapetes diferentes possibilitaram três versões para a decoração.

4s

Na primeira e terceira opções, um tapete clássico retangular de pelinhos cinza completa o espaço e, na segunda, um tapete peludo fake dá um chame para o conjunto de mesas de centro e pufes. A grande vantagem de se usar tapetes para transformar a cara de um ambiente é que eles podem ser enrolados e guardados quando a vontade de mudar novamente surgir, não ocupando muito espaço se não estiverem sendo usados.

Quadros: Soltos para Mais Opções

Nada melhor para tirar o vazio das paredes do que lindos quadros! O mais legal desse item de decoração é que se pode ter vários quadros espalhados pela casa e ir trocando as posições ou ambientes, assim como fizemos nesse apartamento. Do quarto para a sala, da sala para o quarto, as opções são várias! Também fica interessante utilizar os quadros com pequenos itens de decoração, posicionados em cima de bancadas ou apoiados nas paredes. Além de proporcionar um resultado moderno e despojado, torna-se muito mais fácil trocá-los de lugar e criar novas ambientações.

5s

Uma mesma sala de estar, três ambientes lindos, diferentes e cada um com seu estilo! O primeiro com uma pegada mais clean, leve e contemporânea. No segundo, bem jovem e colorido, a sala ganha uma mistura de tons e fica com um ar mais moderno. No terceiro, as matizes verdes trazem uma sensação reconfortante e de aconchego.

Ou seja, sem mudar os aspectos principais do ambiente, como sofá, cortina, televisão, lareira, pintura das paredes e até mesmo piso, montou-se três composições distintas usando apenas a decoração. Elementos soltos são essenciais para isso, ainda mais num apartamento pequeno, pois facilitam as transformações e possibilitam deixar o espaço sempre com algum elemento novo e surpreendente. Buscar referências e ousar na criatividade fazem toda a diferença!

 

Fonte: VivaDecora

 

7 móveis de madeira que estão na moda

O novo diamante da decoração, que todo mundo precisa ter em casa, chega dos bosques para encher lares e empresas com encanto e personalidade especial. Trata-se da madeira – seja ela em bruto ou “rude wood”. Com uma beleza difícil de superar, esses móveis com suas imperfeições ou cicatrizes que arrastam de outro tempo triunfam em ambientes de todos os estilos. Veja como usa-los em casa para estar em sintonia com a última moda.

 

1m

Em forma de aparadores

2m

3m

Se você gosta mais do estilo nórdico, industrial, vintage ou mediterrâneo, um aparador de madeira irá bem com todos os ambientes. Ele pode ser combinado com pisos laminados do mesmo material ou inclusive com piso de barro para aproximar-se mais de um estilo provençal. Se a manutenção de uma peça de madeira robusta lhe preocupa, não pense nisso, os marceneiros costumam trata-la com óleos especiais que as mantém como nova durante anos.

Reinventando uma porta

4m

Buscando um estilo mais jovem, dinâmico, fresco e ecológico podemos citar as portas de madeira rústica, chamadas também “tipo granjeiro”. Essas portas podem ser fabricadas a partir de um modelo antigo (retirando a pintura e tratando-a contra cupins) ou encomendando-a a um marceneiro. Com ferragens aparentes ou ocultas, com aparência mais clássica ou industrial, são ideais para casas de poucos metros. Utilize-as como portas de passagem ou no lugar das tradicionais portas de armários e closets.

Até na sua cozinha

5m

6m

Utilizar a madeira na cozinha é uma aposta segura e muito, muito atual. Claro, devemos ter em conta alguns mínimos cuidados para que fiquem perfeitas durante muitos anos. O importante é manter a madeira livre de gordura, pó e ter muito cuidado com os líquidos que possam cair. Tratando-se de uma cozinha, qualquer líquido que caia, por menor que seja, deve ser secado o mais rápido possível. Os modelos de portas de madeira oferecem a possibilidade de escolher entre muitos acabamentos de madeiras e o verniz. Desde as mais tradicionais como o cavalho, até outras menos vistas como a cerejeira, a faia e o mukali.

Reutilizando múltiplas peças

7m

Talvez a madeira seja um dos materiais que melhor envelhece, por isso é ideal para ser reutilizada em múltiplos projetos em casa. Com certeza você já viu pela internet como algumas pessoas utilizam velhas portas de madeira para fazer mesas de centro, ou inclusive como cabeceiras nos dormitórios mais “chics”. Projetos de DIY que incentivam a criatividade mas que, sejamos sinceros, não é qualquer pessoa sem experiência que consegue fazer. No caso de não estar muito familiarizado com a bricolagem, o melhor é encomendar um móvel de madeira natural a um marceneiro. Tenha em conta que todos os veios que apresenta a peça de madeira, assim como seus arranhões e pequenas rachaduras, são marcas que aportam um encanto original que não desprestigia sua qualidade. Este dormitório que aparece na foto desfruta de uma cabeceira sob medida forrada com lâminas de madeira natural. Uma solução nota 10 tendo em conta o pilar tão incômodo que se encontra também na cabeceira.

Revestindo todo tipo de superfícies

8m

Forrando armários, despensas ou cristaleiras inteiras, os revestimentos de madeira muito naturais são ideias. Sem pintura nem vernizes, por fim voltamos a falar de um material que não segue a moda. Entre os mais conhecidos está o carvalho, o arce, a cerejeira americana, ainda que também se utilizem as madeira exóticas tropicais. Deixe-se assessorar por um bom profissional antes de lançar-se a aventura de colocar um móvel de madeira natural em sua casa.

Misturada com ferro

9m

Outro material que permanece inalterado durante anos é o ferro, por isso encaixa-se perfeitamente com a madeira. Utilize-o nos pés das mesas mais robustas, rodas, ferragens ou qualquer outro complemento que imaginar. Já o vimos em portas tipo granjeiro e se repete em móveis de todos os tamanhos. Frequentemente se mistura ferro forjado com a madeira, requerendo cada um desses móveis de alguns cuidados essenciais. A união de ambas peças é a área mais delicada. Se você teve a sorte de herdar um móvel de forja e planeja renová-lo, deixe-o nas mãos de um bom restaurador que saiba dar a cada material o que necessitam.

Em sua versão mais pura

10

As estantes são um clássico que por muito que os livros digitais estejam na moda não as perdemos de vista. Com luz integrada ou sem, algumas são fabricadas inteiramente em madeira ou misturadas com gesso ou drywall. Aproveite o espaço entre dois pilares para instalar prateleiras de madeira ou faça como na imagem e levante toda uma composição com o desenho que preferir. Você pode deixar as prateleiras abertas, misturá-las com portas ou inclusive servir de base para expor obras de arte ou lembranças de suas viagens. Uma combinação deste tipo te dá margem para tirar melhor proveito dos espaços pequenos, podendo inclusive aproveitar para acrescentar a tv (e todos os cabos da tecnologia que a acompanha) em seu interior.

 

Fonte: Habitissimo

5 Antes e depois surpreendentes

Muitas vezes entramos em apartamentos ou casas antigos e temos dificuldade em imaginar aquele espaço atualizado. Hoje separamos alguns projetos nossos onde podemos ver o antes e depois dos espaços e todo o potencial que ambientes que consideramos antiquados pode ter!

ad1

Cozinha: de antiga a moderna

ad2

Esta cozinha estava desatualizada, com os revestimentos e layout originais da época da construção do apartamento, nos anos 70. Também a tubulação de hidráulica e elétrica precisava ser revista, bem como a iluminação do ambiente potencializada, pois na época não era costume fazer forro de gesso e embutir luminárias direcionadas ao uso.

ad3

ad4

No lugar do antigo tampo em inox, foi utilizado um tampo em pedra industrializada na cor branca com a cuba dupla embutida em inox. Mesmo demandando certos cuidados na utilização – este tipo de material pode manchar – a vantagem é enorme, pois a área de trabalho em tom claro deixa a preparação com os alimentos mais visível. Além disto, o ambiente ficou muito mais iluminado, permitindo o uso associado de alguns móveis em preto – desejo da moradora.

Banheiro com novos revestimentos

ad5

Neste banheiro os azulejos decorados, as louças escuras e o box colorido absorviam muito a luminosidade do espaço. Também se fazia necessário atualizar o encanamento de água quente e fria e trocar todos os acessórios, como metais, duchas e torneiras.

ad6

Foi proposto o uso de revestimentos em tamanho maior – no piso 60x60cm e nas paredes 60x30cm. Os formatos maiores ampliam o espaço por ter menos rejuntes e o acabamento retificado também deixa a superfície mais plana e os rejuntes mais estreitos. Usamos piso e paredes em branco com exceção da parede do box que recebeu um revestimento em cinza brilho ficando em destaque! Ainda no box, uma solução muito pratica é a abertura de um nicho na parede para uso como prateleira para os produtos. Este nicho deixa o espaço do box mais livre e menos perigoso que as prateleiras salientes. O box em vidro transparente também permite que toda a claridade passe para a área da pia.

Banheira mais confortável

ad7

ad8

Este banheiro também estava muito antigo e desatualizado, mas o principal problema no espaço é que a banheira que existia não era confortável. Pequena e sem hidromassagem, ela era construída e revestida com o próprio revestimento das paredes o que a deixava fria e ergonomicamente inadequada.

ad9

No tampo e na banheira utilizamos o mesmo mármore para garantir unidade visual ao espaço sem deixá-lo monótono. Sobre a bancada foi feito um armário de parede a parede, com portas de correr revestidas em espelho, para acomodar os itens mais utilizados no dia a dia. O aquecedor de toalhas elétrico fixo na parede é super útil para dias úmidos evitando mofo nas toalhas e é um luxo para quem gosta de se secar com uma toalha quentinha!

ad10

O bidê foi retirado para aumentar o tamanho da banheira escolhida, que passou a acomodar duas pessoas.

Quarto colorido

ad11

A proprietária deste quarto adora cor e também os seus

móveis antigos existentes. Mas o dormitório não estava agradando por estar

escuro e sem graça, notem como a pintura da parede era com aquela textura que foi bem usada nos anos 90 e que deixa um aspecto mais rustico ao ambiente.

ad12

Utilizando praticamente toda a base de mobiliário existente, propusemos pintar com tinta tipo laca – executada por uma marcenaria, este tipo de pintura tem várias tonalidades e maior resistência – a cama e o criado mudo em um tom de lilás. Este foi o ponto de partida para o projeto do quarto. Com base nesta tonalidade, escolhemos o papel de parede que mistura verde, cinza e lilás de maneira bem suave, aplicado em meia parede, onde antes ficava a textura. Sob a janela, uma bancada de trabalho aproveita toda a luminosidade da janela e ainda acomoda os sapatos em portas de correr com frisos vazados que permitem a ventilação dos calçados.

ad13

Outro móvel que foi reaproveitado foi o armário que permaneceu com sua estrutura original e teve as portas trocadas por portas de correr, que podem ser mais amplas – aumentando também a sensação de amplitude do espaço – e com os acabamentos branco e espelho, que também multiplicam a luminosidade.

Sala modernizada

ad14

Esta sala de estar e jantar estava com o layout não satisfatório para os moradores. A televisão ficava muito alta, eles precisavam de um espaço para escritório e  também queriam que a churrasqueira não ficasse tão evidente no ambiente. Além disso, a lareira tinha um formato antiquado e as paredes e moveis muito brancos, deixando uma sensação de frio, faltava cor e aconchego.

ad15

Propusemos o uso de mdf com acabamento amadeirado no mobiliário, associado a um tom fendi, trazendo mais aconchego para a sala. A televisão saiu de cima da lareira, ficando na parede ao lado e a lareira foi toda revestida com painéis amadeirado. Tivemos o cuidado de aplicar uma larga moldura de mármore na lareira para evitar o aquecimento dos painéis. A televisão fica em uma altura confortável para uso em sofá, estando instalada em média com o seu centro horizontal a 1,20m de distância do piso. O ventilador de teto foi substituido pelo split e a luminária de cupulas por um pendente em vermelho bem mais moderno!

ad9 ad16

Na churrasqueira também usamos painéis em mdf cobrindo a boca da churrasqueira com uma porta que pode ser recolhida para a parte superior do painel com contrapesos. Esta solução deixa a sala livre de cheiros, vento e sujeira vindos da churrasqueira. As paredes coloridas em um tom de off White também trazem mais aconchego para o ambiente todo, compondo com o novo estofado, almofadas e pufe em tons de cinza azulado e as cadeiras e poltronas que já eram existentes e foram apenas trocados os tecidos dos assentos. Mudanças surpreendentes, não acha?

Fonte: Habitissimo

 

7 cozinhas de arrasar

Cada vez mais a cozinha está ganhando destaque na decoração da casa. Antes deixada um pouco de lado, agora mais planejada, aconchegante e aberta ao resto da casa e às visitas, o cômodo recebe uma atenção especial nos projetos de reforma. Os tons clássicos como branco, bege e marrom, muito utilizados no passado, agora dão lugar às mais variadas paletas. As cores aparecem no piso, nas paredes, nos armários e até nos eletrodomésticos – que são lindos – né?!. Selecionamos 7 cozinhas reformadas que não economizaram na mistura de tons e são de arrasar:

Armários abertos

b'

b1-1

Os protagonistas desta cozinha são o uso de materiais simples, mas com personalidade, a mesa suspensa e o armário aberto. As paredes receberam pintura esmalte brilhante para resistir à gordura e facilitar a limpeza; o piso é de pedra São Tomé não polida – ele envelhece bem, não escorrega e fica bonito mesmo manchado – e a bancada de granito preto é neutra e também esconde manchas. A mesa consiste em uma viga metálica fixada nos pilares de concreto e um tampo de madeira Teka, ou seja, ela não tem pés. Os armários, sem portas, são de fórmica, uma solução barata, resistente e funcional.

Utensílios no teto

b2

b2-2

Você certamente já ouviu falar de jardins suspensos, agora pense nessa mesma ideia e troque as plantas por panelas. Inusitado, não é mesmo?! Essa ideia rouba completamente os olhares nesta cozinha totalmente aberta para a sala. Uma cozinha que não isola ninguém. Quem comanda o fogão consegue interagir com todo mundo. Para completar, os armários pretos com bancada de madeira e o piso preto dão charme para as paredes brancas.

Quadro verde na parede

b3

O charme desta cozinha está nesta parede pintada de verde, bem no estilo lousa, daquelas escolares de quadro negro. Não é de hoje que as paredes tipo quadro têm ganhado destaque na decoração de casas e escritórios. Nela você pode deixar recados, receitas, desenhos e anotações importantes a serem lembradas atreladas a uma composição moderna e inovadora.

Iluminação e led

b4

Essa cozinha americana pequena é de arrasar pois a iluminação tem um papel fundamental neste ambiente. Uma boa luz contribui para que as atividades culinárias sejam realizadas com maior facilidade e segurança. A dica aqui é definir pontos estratégicos para a organização de luminárias e fitas LED. Observe que visual bacana faz os pendentes sobre a bancada e o led sob os armários. Efeitos simples como esses contribuirão para sua rotina ser mais confortável.

Cozinha azul

b5

b5-5

Neste projeto, a cozinha foi planejada para ser o coração da casa, pois essa família costuma se reunir ao redor da mesa ou do fogão. O cômodo não passa de um corredor estreito, porém a retirada das paredes e a marcenaria colorida o fizeram crescer em tamanho e importância. Criou-se uma base sóbria com a bancada de concreto, a pia de aço inox e os ladrilhos hidráulicos. Anote a dica: armários sem puxadores deixam o visual mais leve e não atrapalham a passagem.

Inspiração industrial

b6

b6-6

O ponto positivo dessa cozinha é reunir vários elementos de personalidade forte: uma parede de tijolinhos — instalações elétricas ficam à mostra –, verde-água de acabamento brilhante na marcenaria, alvenaria pintada de preto e janela e porta de demolição. Encaixada em um nicho de alvenaria feito justamente para acomodá-la, a geladeira não atrapalha a circulação. Existe um toque de frescor que se estende até a janela, que dá vista para o quintal e uma farta trepadeira. Natureza e ambientes iluminados não faltam nesse projeto.

Miscelânia de itens

b7

b7-7

Essa cozinha é um espaço integrado à sala de estar e com medidas enxutas. A antiga sala de jantar transformou-se em uma área de preparo, com direito a fogão industrial. Pensando em funcionalidade, as bancadas e a pia de aço foram compradas em lojas de cozinha industrial. Como decoração, uma prateleira que vai de ponta a ponta da parede, recheada de livros de culinária, e a mesa rústica, adaptada com um recorte para receber o cooktop. O restante da sala integrada traz uma miscelânea de histórias traduzidas em móveis, estampas e obras de arte. Sem a obrigação de se combinar, as peças trazem identidade à decoração e refletem o espírito de seus moradores.

Fonte: Habitissimo

Ideias de cabeceiras incríveis para o quarto de casal

Muitas vezes ao decorar o nosso lar, o dormitório acaba ficando por último. Mas não por isto ele precisa ter uma ambientação menos interessante. Hoje separamos algumas ideias de cabeceiras incríveis para camas de casal, são ideias variadas e criativas para que nenhum quarto fique sem graça!

Pintura 

c1

c2

Se a ideia é ter uma cabeceira econômica, que você mesmo possa fazer e que tenha algo mais que somente uma pintura em toda a parede, vale pensar em uma pintura localizada formando uma cabeceira. Basta isolar a área a ser pintada com fita e deixar a criatividade falar mais alto!

Adesivos de parede

c3

c4

Outra maneira bem simples de resolver a parede atrás da cama é aplicando adesivos na parede previamente pintada. Eles podem emoldurar a cama, formando uma cabeceira mesmo, ou então criar uma composição mais livre em toda a parede.

Tapeçaria

c5

Ainda na linha de pendurar elementos atrás da cama, se você tem uma tapeçaria interessante em casa, ela pode render uma ótima cabeceira para sua cama. Vai ficar muito aconchegante.

ou aposte nas luzes

c6

c7

Encontramos muitas opções de cabeceiras estofadas prontas no mercado e esta é uma opção interessante para quem gosta de ficar sentado na cama. Neste tipo de solução, o tecido acolchoado pode assumir ares clássicos ou modernos, tudo dependendo do tipo de revestimento e formato da cabeceira.

Vintage

c8

c9

c10

Dar uma nova cara a um painel ou elemento que já temos em casa é outra ideia na linha da reciclagem. Pode ser uma cabeceira bem antiga que recebe uma pintura em cor moderna, ou até aquela janela ou porta que estava encostada no deposito a um tempão! Use a criatividade e tenha um quarto único.

Fonte: habitissimo.com.br

5 projetos que ajudam na diminuição do efeito estufa

O efeito estufa é um assunto discutido com frequência, por ser um fenômeno preocupante nos dias atuais. O efeito estufa tem como função principal aquecer o planeta e garantir a vida, porém, algumas atividades como a queima de combustíveis fósseis, desmatamentos e o uso de fertilizantes aumentam os níveis de gases estufa, desestabilizando os processos naturais e produzindo o aquecimento global.

E foi pensando nisso que alguns arquitetos e engenheiros criaram soluções ótimas para ajudar na redução do aquecimento global. Confira 5 projetos criativos e sustentáveis que podem fazer do planeta um lugar melhor:

1 – Gotemburgo, Suécia

Gota Alv

Uma excelente ideia dos arquitetos e engenheiros da região de Gotemburgo foi utilizar as águas do rio Gota Alv em um sistema de refrigeração urbana em larga escala. Com isso, a cidade diminuiu bastante a emissão de CO2, em comparação com os métodos comuns.

2 – Montería, Colômbia

Montería

A iniciativa Montería, Ciudad Verde 2019, tem como objetivo reduzir em até 20% as emissões de gases do efeito estufa. Ela foi desenvolvida como parte de um compromisso internacional assinado em Montería, em 2010, durante a Cúpula Mundial de Prefeitos sobre o Clima no México. A iniciativa é importante porque mostra como as cidades podem desempenhar um papel de peso na construção de medidas para combater a mudança climática.

3 – Vall d’em Joan, Espanha

Vall d’em Joan

O projeto viabilizou a reabilitação de 885 hectares de um antigo aterro sanitário da região metropolitana de Barcelona, transformando o local em um parque público. A nova topografia foi respeitada e o lixo foi selado com uma lâmina impermeabilizante, uma camada drenante de cascalho e um filtro geotêxtil com uma capa final de terra vegetal.

4 – TviLight

TviLight

Muita tecnologia está envolvida no projeto TviLight: é um sistema que une hardware, sensores, conexão sem fio e um regulador de intensidade para iluminação pública. Dessa forma, é possível controlar postes, detectar a presença de pessoas passando nos locais e, assim, controlar a intensidade adequada de luz na área.

5. Arranha-céus de madeira

Arranha-céu de madeira

Neste projeto, o arquiteto Michael Green propõe a utilização do FFTT – material à base de madeira – na construção de arranha-céus. De acordo com seu estudo, trocar o concreto e o aço por FFTT reduz bastante o impacto ambiental das construções e os gases causadores do efeito estufa.

 

Quer morar ou investir em uma cidade em pleno crescimento?

Centenário do arquiteto Vilanova Artigas

QUEM FOI ARTIGAS

 

Artigas
João Vilanova Artigas, arquiteto, autor do projeto do edifício da FAU (1969).

João Batista Vilanova Artigas, arquiteto nascido em Curitiba-PR, tornou-se um dos mais importantes nomes da história da arquitetura paulista.

No dia 23 de junho é comemorado seu centenário. Portanto, resolvemos relembrar um pouco de sua obra e relevância para a região do interior paulista!

Em Jaú-SP, por exemplo, o  arquiteto criou obras importantes, como: a Rodoviária, o Estádio do XV de Jaú, a escola Tulio Espindola de Castro o Balneário Aristides Coló, entre outros.

João Batista Vilanova Artigas, Residência Telmo Porto, São Paulo, 1968. Croquis de concepção [Biblioteca FAUUSP]
João Batista Vilanova Artigas, Residência Telmo Porto, São Paulo, 1968. Croquis de concepção [Biblioteca FAUUSP]

SUAS OBRAS

Modernista, a obra de Vilanova Artigas é frequentemente associada ao movimento arquitetônico conhecido como Escola Paulista. Entre suas obras, destacam-se:

  • 1952 – Estádio do Morumbi (São Paulo-SP)
  • 1961-1969 – Edifício-sede da FAU-USP (São Paulo-SP)
  • 1948 – Cine Ouro Verde (Londrina-PR)
  • 1973 – Estação Rodoviária (Jaú-SP)

 

Confira algumas imagens:

Rodoviária de Jaú-SP:

Rodoviária de Jaú

Ginásio de Guarulhos-SP:

Ginásio de Guarulhos

Estádio do Morumbi-SP:

Estádio do Morumbi

Rodoviária de Londrina-PR:

Rodoviária de Londrina

Edifício-sede da FAU-USP de São Paulo-SP:

Edifício-sede da FAU-USP de São Paulo-SP

Fotos: Site Oficial.

 

A equipe da Gabriel Imobiliária parabeniza o artista por seu centenário, relevância historico-social e importância para o desenvolvimento do centro-oeste paulista! Sem dúvidas, Artigas vive nos traços de suas obras e na nova geração de arquitetos que se inspiram através de seu trabalho.