7 móveis de madeira que estão na moda

O novo diamante da decoração, que todo mundo precisa ter em casa, chega dos bosques para encher lares e empresas com encanto e personalidade especial. Trata-se da madeira – seja ela em bruto ou “rude wood”. Com uma beleza difícil de superar, esses móveis com suas imperfeições ou cicatrizes que arrastam de outro tempo triunfam em ambientes de todos os estilos. Veja como usa-los em casa para estar em sintonia com a última moda.

 

1m

Em forma de aparadores

2m

3m

Se você gosta mais do estilo nórdico, industrial, vintage ou mediterrâneo, um aparador de madeira irá bem com todos os ambientes. Ele pode ser combinado com pisos laminados do mesmo material ou inclusive com piso de barro para aproximar-se mais de um estilo provençal. Se a manutenção de uma peça de madeira robusta lhe preocupa, não pense nisso, os marceneiros costumam trata-la com óleos especiais que as mantém como nova durante anos.

Reinventando uma porta

4m

Buscando um estilo mais jovem, dinâmico, fresco e ecológico podemos citar as portas de madeira rústica, chamadas também “tipo granjeiro”. Essas portas podem ser fabricadas a partir de um modelo antigo (retirando a pintura e tratando-a contra cupins) ou encomendando-a a um marceneiro. Com ferragens aparentes ou ocultas, com aparência mais clássica ou industrial, são ideais para casas de poucos metros. Utilize-as como portas de passagem ou no lugar das tradicionais portas de armários e closets.

Até na sua cozinha

5m

6m

Utilizar a madeira na cozinha é uma aposta segura e muito, muito atual. Claro, devemos ter em conta alguns mínimos cuidados para que fiquem perfeitas durante muitos anos. O importante é manter a madeira livre de gordura, pó e ter muito cuidado com os líquidos que possam cair. Tratando-se de uma cozinha, qualquer líquido que caia, por menor que seja, deve ser secado o mais rápido possível. Os modelos de portas de madeira oferecem a possibilidade de escolher entre muitos acabamentos de madeiras e o verniz. Desde as mais tradicionais como o cavalho, até outras menos vistas como a cerejeira, a faia e o mukali.

Reutilizando múltiplas peças

7m

Talvez a madeira seja um dos materiais que melhor envelhece, por isso é ideal para ser reutilizada em múltiplos projetos em casa. Com certeza você já viu pela internet como algumas pessoas utilizam velhas portas de madeira para fazer mesas de centro, ou inclusive como cabeceiras nos dormitórios mais “chics”. Projetos de DIY que incentivam a criatividade mas que, sejamos sinceros, não é qualquer pessoa sem experiência que consegue fazer. No caso de não estar muito familiarizado com a bricolagem, o melhor é encomendar um móvel de madeira natural a um marceneiro. Tenha em conta que todos os veios que apresenta a peça de madeira, assim como seus arranhões e pequenas rachaduras, são marcas que aportam um encanto original que não desprestigia sua qualidade. Este dormitório que aparece na foto desfruta de uma cabeceira sob medida forrada com lâminas de madeira natural. Uma solução nota 10 tendo em conta o pilar tão incômodo que se encontra também na cabeceira.

Revestindo todo tipo de superfícies

8m

Forrando armários, despensas ou cristaleiras inteiras, os revestimentos de madeira muito naturais são ideias. Sem pintura nem vernizes, por fim voltamos a falar de um material que não segue a moda. Entre os mais conhecidos está o carvalho, o arce, a cerejeira americana, ainda que também se utilizem as madeira exóticas tropicais. Deixe-se assessorar por um bom profissional antes de lançar-se a aventura de colocar um móvel de madeira natural em sua casa.

Misturada com ferro

9m

Outro material que permanece inalterado durante anos é o ferro, por isso encaixa-se perfeitamente com a madeira. Utilize-o nos pés das mesas mais robustas, rodas, ferragens ou qualquer outro complemento que imaginar. Já o vimos em portas tipo granjeiro e se repete em móveis de todos os tamanhos. Frequentemente se mistura ferro forjado com a madeira, requerendo cada um desses móveis de alguns cuidados essenciais. A união de ambas peças é a área mais delicada. Se você teve a sorte de herdar um móvel de forja e planeja renová-lo, deixe-o nas mãos de um bom restaurador que saiba dar a cada material o que necessitam.

Em sua versão mais pura

10

As estantes são um clássico que por muito que os livros digitais estejam na moda não as perdemos de vista. Com luz integrada ou sem, algumas são fabricadas inteiramente em madeira ou misturadas com gesso ou drywall. Aproveite o espaço entre dois pilares para instalar prateleiras de madeira ou faça como na imagem e levante toda uma composição com o desenho que preferir. Você pode deixar as prateleiras abertas, misturá-las com portas ou inclusive servir de base para expor obras de arte ou lembranças de suas viagens. Uma combinação deste tipo te dá margem para tirar melhor proveito dos espaços pequenos, podendo inclusive aproveitar para acrescentar a tv (e todos os cabos da tecnologia que a acompanha) em seu interior.

 

Fonte: Habitissimo

Leia Mais

5 Antes e depois surpreendentes

Muitas vezes entramos em apartamentos ou casas antigos e temos dificuldade em imaginar aquele espaço atualizado. Hoje separamos alguns projetos nossos onde podemos ver o antes e depois dos espaços e todo o potencial que ambientes que consideramos antiquados pode ter!

ad1

Cozinha: de antiga a moderna

ad2

Esta cozinha estava desatualizada, com os revestimentos e layout originais da época da construção do apartamento, nos anos 70. Também a tubulação de hidráulica e elétrica precisava ser revista, bem como a iluminação do ambiente potencializada, pois na época não era costume fazer forro de gesso e embutir luminárias direcionadas ao uso.

ad3

ad4

No lugar do antigo tampo em inox, foi utilizado um tampo em pedra industrializada na cor branca com a cuba dupla embutida em inox. Mesmo demandando certos cuidados na utilização – este tipo de material pode manchar – a vantagem é enorme, pois a área de trabalho em tom claro deixa a preparação com os alimentos mais visível. Além disto, o ambiente ficou muito mais iluminado, permitindo o uso associado de alguns móveis em preto – desejo da moradora.

Banheiro com novos revestimentos

ad5

Neste banheiro os azulejos decorados, as louças escuras e o box colorido absorviam muito a luminosidade do espaço. Também se fazia necessário atualizar o encanamento de água quente e fria e trocar todos os acessórios, como metais, duchas e torneiras.

ad6

Foi proposto o uso de revestimentos em tamanho maior – no piso 60x60cm e nas paredes 60x30cm. Os formatos maiores ampliam o espaço por ter menos rejuntes e o acabamento retificado também deixa a superfície mais plana e os rejuntes mais estreitos. Usamos piso e paredes em branco com exceção da parede do box que recebeu um revestimento em cinza brilho ficando em destaque! Ainda no box, uma solução muito pratica é a abertura de um nicho na parede para uso como prateleira para os produtos. Este nicho deixa o espaço do box mais livre e menos perigoso que as prateleiras salientes. O box em vidro transparente também permite que toda a claridade passe para a área da pia.

Banheira mais confortável

ad7

ad8

Este banheiro também estava muito antigo e desatualizado, mas o principal problema no espaço é que a banheira que existia não era confortável. Pequena e sem hidromassagem, ela era construída e revestida com o próprio revestimento das paredes o que a deixava fria e ergonomicamente inadequada.

ad9

No tampo e na banheira utilizamos o mesmo mármore para garantir unidade visual ao espaço sem deixá-lo monótono. Sobre a bancada foi feito um armário de parede a parede, com portas de correr revestidas em espelho, para acomodar os itens mais utilizados no dia a dia. O aquecedor de toalhas elétrico fixo na parede é super útil para dias úmidos evitando mofo nas toalhas e é um luxo para quem gosta de se secar com uma toalha quentinha!

ad10

O bidê foi retirado para aumentar o tamanho da banheira escolhida, que passou a acomodar duas pessoas.

Quarto colorido

ad11

A proprietária deste quarto adora cor e também os seus

móveis antigos existentes. Mas o dormitório não estava agradando por estar

escuro e sem graça, notem como a pintura da parede era com aquela textura que foi bem usada nos anos 90 e que deixa um aspecto mais rustico ao ambiente.

ad12

Utilizando praticamente toda a base de mobiliário existente, propusemos pintar com tinta tipo laca – executada por uma marcenaria, este tipo de pintura tem várias tonalidades e maior resistência – a cama e o criado mudo em um tom de lilás. Este foi o ponto de partida para o projeto do quarto. Com base nesta tonalidade, escolhemos o papel de parede que mistura verde, cinza e lilás de maneira bem suave, aplicado em meia parede, onde antes ficava a textura. Sob a janela, uma bancada de trabalho aproveita toda a luminosidade da janela e ainda acomoda os sapatos em portas de correr com frisos vazados que permitem a ventilação dos calçados.

ad13

Outro móvel que foi reaproveitado foi o armário que permaneceu com sua estrutura original e teve as portas trocadas por portas de correr, que podem ser mais amplas – aumentando também a sensação de amplitude do espaço – e com os acabamentos branco e espelho, que também multiplicam a luminosidade.

Sala modernizada

ad14

Esta sala de estar e jantar estava com o layout não satisfatório para os moradores. A televisão ficava muito alta, eles precisavam de um espaço para escritório e  também queriam que a churrasqueira não ficasse tão evidente no ambiente. Além disso, a lareira tinha um formato antiquado e as paredes e moveis muito brancos, deixando uma sensação de frio, faltava cor e aconchego.

ad15

Propusemos o uso de mdf com acabamento amadeirado no mobiliário, associado a um tom fendi, trazendo mais aconchego para a sala. A televisão saiu de cima da lareira, ficando na parede ao lado e a lareira foi toda revestida com painéis amadeirado. Tivemos o cuidado de aplicar uma larga moldura de mármore na lareira para evitar o aquecimento dos painéis. A televisão fica em uma altura confortável para uso em sofá, estando instalada em média com o seu centro horizontal a 1,20m de distância do piso. O ventilador de teto foi substituido pelo split e a luminária de cupulas por um pendente em vermelho bem mais moderno!

ad9 ad16

Na churrasqueira também usamos painéis em mdf cobrindo a boca da churrasqueira com uma porta que pode ser recolhida para a parte superior do painel com contrapesos. Esta solução deixa a sala livre de cheiros, vento e sujeira vindos da churrasqueira. As paredes coloridas em um tom de off White também trazem mais aconchego para o ambiente todo, compondo com o novo estofado, almofadas e pufe em tons de cinza azulado e as cadeiras e poltronas que já eram existentes e foram apenas trocados os tecidos dos assentos. Mudanças surpreendentes, não acha?

Fonte: Habitissimo

 

Leia Mais

Copa do Mundo: prepare a casa para os jogos do Brasil

Móveis e acessórios, além de utensílios domésticos, podem tornar as partidas do Mundial mais divertidas

A Copa está chegando e o ZAP em Casa trouxe dicas para você decorar a casa com esse tema. Escolha o ambiente onde você vai assistir os jogos e torne a decoração mais divertida.

copa1

“Se você tem alguma intimidade com máquina de costura, pode fazer almofadas com as cores da bandeira do Brasil. Pode ser literal, fazendo uma bandeira mesmo, ou sutil, usando apenas as cores e desenhos variados. Vale a criatividade de cada um”, sugere a designer de interiores Cláudia Bergamasco.

Para arquiteta e designer de interiores Lessandra Dottori, substituir as almofadas comuns por almofadas na cores verde, amarela e estampadas com a bandeira do Brasil pode deixar o ambiente mais decorativo e confortável. As capas de almofadas de tricô e crochê também podem ser usadas nos tons da Copa.

Cláudia também aconselha usar o tema nos jogos americanos e toalhas de mesa. “Nesse caso, o foco pode ser o campo. Com tinta branca para tecidos, dessas que vêm em embalagem de bisnaga, risque num tecido na cor verde bandeira (de preferência de algodão, facilmente encontrado em lojas de armarinhos), as marcações de um campo de futebol. Se preferir jogos americanos, faça um para cada membro da sua família e alguns a mais para receber amigos”, ensina.

copa2

Na hora do jogo, vale oferecer aos torcedores embalagens com tira-gostos. “É fácil. Pegue cartolinas coloridas, corte retângulos e dobre-os como um cone. Prenda com fita adesiva e encha de pipoca, amendoim etc. Crianças e adultos vão gostar”, recomenda Cláudia.

copa3

Para a designer Alessandra Delgado, apostar no mobiliário com as cores da bandeira pode ser a solução para alegrar o ambiente e deixar os espaços cheios de energia. A Girona Design, por exemplo, possui peças atemporais e com design que são ideais para esses momentos. “A cor amarela é eterna, ideal para ser utilizada em aparadores e mesas laterais, que servirão de apoio para as comidas e bebidas na hora do jogo”, aponta Alessandra Delgado.

copa4

Segundo Alessandra, o verde e o amarelo são cores análogas, já que possuem uma mesma cor em comum, o próprio amarelo. “Essa composição segue uma das regras básicas da combinação de cores, um truque para saber que a junção das duas não vai dar errado”, explica a designer.

copa5

“Quem gosta de reunir os amigos para assistir aos jogos da Copa poderá usar os utensílios de cozinha como decoração. Copos verdes e amarelos, pratos e outros produtos foram desenvolvidas por diversas empresas para atender aos festejos da Copa. Alem de serem alegres, enfeitam a mesa e tornam a comemoração mais estilosa”, argumenta Lessandra Dottori.

Fonte: Revista Zap Decoração

 

Leia Mais

Apê de 45m² é reformado sem quebra-quebra

Um apartamento de 45m² pode parecer pequeno, em um primeiro momento. Na verdade, é possível abrigar em espaços confortáveis uma família de 4 pessoas. Nesse caso, o trunfo está no planejamento de cada ambiente, usos e decoração escolhida. O resultado é surpreendente tanto em aspectos visuais quanto em aspectos funcionais.

Planta favorável

ap1

Não foi necessário quebrar as paredes desse apartamento. A planta já tinha uma boa distribuição, a circulação era favorável e os espaços fluídos. A escolha certeira foi optar por uma marcenaria planejada e desenhada especialmente para o apartamento, de maneira inteligente, poupando espaço e deixando os cantinhos leves e ainda assim, funcionais.

Cores especiais

ap2

Logo na entrada, um tom de roxo forte nos recebe e contrasta com o verde da porta, formando uma combinação bastante agradável. Essa parede torna-se elemento chave para o restante da decoração, que mais neutra equilibra bem os espaços. Alguns toques de cor, como o acrílico laranja da estante suspensa da sala, combinam bem os a paleta escolhida. A cozinha em tons neutros não deixa que o espaço fique carregado de cores e complementa a harmonia entre os ambientes.

Decoração com design

ap3

Mesmo que pequeno, o apartamento tem peças bastante estilosas e únicas que garantem que os espaços sejam diferenciados. O cantinho com a mesa economiza espaço com apenas duas cadeiras e um banco, encostado na parede. A mesa e as cadeiras são modernas e de cores neutras, o que permite a presença da estante diferente fixada na parede, em estrutura metálica com nichos em madeira e detalhes em acrílico.

Espaços clean e leves

ap4

Apesar de pequeno, o apartamento tem detalhes que fazem toda a diferença na percepção do espaço e contribuem para a sensação de amplitude. A sala e a cozinha são integradas e apesar da diferença de pisos, sua comunicação é bastante direta e visualmente leve. O balcão que separa os dois ambientes é bastante simples e por ser vazado, permite essa comunicação visual de forma clara.

Cozinha bem resolvida

ap5

Apesar de pequena, a cozinha desse apartamento teve uma resolução certeira e com circulação bastante confortável. Optou-se por centralizar em uma das paredes todos os eletrodomésticos e armários. Dispostos de forma linear, a circulação ficou livre e garantiu uma cozinha fluida. Para contribuir com isso, as cores claras e neutras não permitem que o ambiente fique sobrecarregado.

Marcenaria inteligente

ap6

Sem dúvidas, a melhor solução para esse apartamento pequeno parecer grande foi optar por uma marcenaria planejada. O quarto para as duas crianças tem o necessário para funcionar bem e um espaço muito bem solucionado. Para que pudesse coexistir duas camas, escrivaninha e também guarda-roupa, as camas foram sobrepostas de forma perpendicular e em alturas diferentes para que pudessem caber tranquilamente. Uma ideia incrível e um resultado bastante interessante!

Espelho, espelho meu

ap7

O quarto do casal também tem dimensões justas e mesmo assim foi possível criar um espaço agradável. Além de uma cabeceira linear, com criados embutidos e bem posicionados, o truque da vez ficou por conta nos espelhos das portas do armário. Com portas de correr que já poupam área de circulação, os espelhos duplicam os espaços naturalmente e trazem a sensação de amplitude.

Banheiro cheio de charme

 

ap8

O banheiro desse apartamento deve servir ao casal, aos filhos e também as visitas. Dessa forma, optar por uma paleta neutra garantiu que seu uso servisse para todos os casos e mesmo neutro, apresenta uma decoração diferenciada. A madeira dos armários deixou o espaço mais aconchegante e o preto da bancada trouxe praticidade e força ao espaço. O toque final fica por conta do piso que apesar de neutro, traz uma estampa agradável.

Fonte: Habitissimo

 

Leia Mais

Reforma Eleva Valor Do Imóvel Em Até 20%

Investir em pequenas reformas pode ser uma boa solução para quem está tentando alugar ou vender um imóvel. Com pequenas modificações, é possível causar uma primeira impressão mais positiva em moradores em potencial, diminuir o tempo de vacância e até mesmo negociar preços maiores.

Detalhes como pintura das paredes, revestimentos em bom estado e instalações hidráulicas e elétricas em dia podem valorizar até 20% um imóvel, segundo o gerente geral de locação e compra e venda da administradora imobiliária Apsa, Giovani Oliveira.

reforma

É possível gastar cerca de um aluguel e meio com coisas básicas. O imóvel é colocado no mercado com uma visibilidade e aceitamento maiores, e o valor gasto é recuperado no primeiro contrato de aluguel”, conta Oliveira.

A sensação de limpeza e de local “pronto para morar” é importante para os possíveis futuros moradores. Para o corretor de imóveis José Alberto de Vasconcellos, 2º vice presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-BA), o estado do imóvel é o segundo fator mais considerado pelos clientes, atrás apenas da localização.

O cliente pode até não comentar, mas sempre observa se o local está bem conservado, pintado, e se é de bom gosto”, comenta. O futuro morador busca a sensação de que não será preciso gastar muito tempo e dinheiro com reformas, no caso de quem vai comprar um imóvel.

Muitas pessoas desistem de apartamentos antigos com ótimas possibilidades por medo de reformas”, diz o arquiteto Vitor Dauster, do escritório Dauster Arquitetura. Já o possível inquilino não quer conviver com defeitos que não poderá mudar.

apto antigo

Segundo Dauster, futuros moradores estão dispostos a pagar mais caro pela tranquilidade de não precisar se preocupar com reparos e com a manutenção do apartamento. As instalações elétricas, por exemplo, precisam de atenção, sobretudo em imóveis antigos: “apartamentos antigos foram pensados para outra utilização de eletrodomésticos. Hoje temos mais TVs, além de computadores e máquinas de café, e precisamos de uma estrutura maior”, conta.

Ele recomenda que a fiação de imóveis antigos seja totalmente substituída, o que pode custar caro, cerca de R$ 30 mil para um imóvel grande. A economia de tempo e transtorno para futuros compradores poderia resultar em um preço mais alto nas negociações.

Outra solução que agrada tanto compradores quanto inquilinos é um procedimento simples: substituir as lâmpadas por modelos de LED. Mais modernas, as lâmpadas de LED são mais caras que outros modelos, mas compensam em durabilidade e economia, consumindo até cinco vezes menos que as incandescentes.

salas com led

Outra preocupação importante é a parte hidráulica. Vazamentos, por menores que sejam, podem passar uma impressão de que o imóvel não está em boas condições. Para locais alugados, Oliveira, da Apsa, recomenda que as instalações sejam revisadas uma vez ao ano: “Pode ser feita uma revisão preventiva da parte hidráulica, e a cada três ou quatro anos uma inspeção mais aprofundada, analisando também a parte elétrica, pisos e paredes”, sugere.

Fonte: A Tarde

Leia Mais

Fuja dos problemas: veja cinco maneiras de perder o controle de sua reforma

Planejamento é tudo quando o assunto é a obra de casa

Ter a casa dos sonhos é um dos principais objetivos de vida das pessoas, mas alguns cuidados devem ser tomados para que o projeto não se perca no meio da reforma.

A dica principal é: para não perder o controle da obra tenha certeza de cada passo e acompanhe melhor cada decisão. Se informe sobre o processo, acompanhe melhor os momentos críticos da obra, converse mais com o pedreiro e com os outros profissionais de mão de obra, mesmo se você já tiver um arquiteto para orientações desde o começo.

Saiba quais são as maiores armadilhas e não deixe que elas aconteçam com você.Reforma
1 – Não planejar a reforma

É muito importante ter um plano antes de começar. Você precisa saber o que quer fazer e tomar algumas decisões, especialmente as que envolvem dinheiro e tempo. Mas suas decisões devem também estar focadas em qualidade para que sua obra dê certo, para que você gaste apenas o planejado e para que a sua experiência com a obra seja boa. É na falta de planejamento que mora a maior parte dos pepinos e é por isso também que as pessoas costumam ter medo e raiva de reforma.

2

2 – Contratar mão de obra no escuro

Você contratou porque o pedreiro pareceu trabalhar bem, o encanador sabia tudo de encanamento e o eletricista nunca tomou um choque na vida. Eles falaram com você em ‘obrês’ e você achou que dava pra confiar. Há duas regras básicas para não errar feio com contratação do prestador de serviço: checar as referências e entrevistá-lo antes de contratar.

A entrevista não é uma prova para testar o profissional. É mais uma conversa para ver se vocês se entendem para fazer a reforma juntos. E você precisa saber os serviços que ele vai fazer na sua casa. Se não houver entendimento antes, imagina o que vai acontecer durante a obra!

3

3 – Cair na tentação do ‘só mais uma coisinha’

Não teve jeito. Você se empolgou e no meio da reforma decidiu fazer mais uma coisinha, comprar uma peça mais cara(uma pecinha só), aproveitou que o pedreiro estava lá e pediu pra colocar um sifão novo na pia, trocar a cor de uma parede do quarto, quebrar uma parede, trocar todo o piso, fazer um quarto novo, nada demais… Cuidado! O céu é o limite. Mudar e refazer gera muito desperdício de material e serviços.

4

4 – Não conseguir controlar o tempo da reforma

Uma das maiores queixas de quem reforma é que ‘demorou muito mais do que o previsto’. Se for pra durar um mês vira dois. É preciso ter um cronograma realista e combinar bem as datas e prazos. Não adianta prometer o serviço em menos tempo que ele realmente pode ter. Então, se informe para saber quanto tempo cada etapa de obra requer (e não se deixe enganar, nem aceite improvisos). E coordene bem a chegada dos materiais para o pedreiro não ficar sem ter o que fazer e aproveitar esses dias pra fazer uma obra rapidinha em outro cliente.

5

5 – Descobrir problemas só depois que a reforma acabou

A poeira acabou, não tem mais ninguém de fora na sua casa, tudo parece estar bem feito. Você ficou feliz porque o piso até ficou com caída para o ralo, a pintura combinou com o sofá e as tomadas ficaram retinhas na parede. Fez até um open house pra comemorar!

Mas duas semanas depois apareceu uma mancha na parede, deu curto e queimou a TV e o piso começou a trincar. Antes de começar uma obra, gaste um tempinho estudando o como ela deve ser feita e cheque passo a passo e quando finalizar teste! Tomadas, torneiras, chuveiros e exija o reparo do que for preciso.

6

Outra dica é conversar com profissionais do mercado imobiliário, pode não parecer mais um bom corretor de Imóvel pode mostrar detalhes que agregue valor, pequenos ajustes podem fazer uma grande diferença numa obra

Em JAÚ e região, SIMPLIFIQUE, imobiliária gabriel é a solução

Essas e mais dicas você encontra aqui 🙂

 

Leia Mais

Tudo o que você precisa saber para começar uma reforma

Reforma da Casa

Seja casa ou apartamento, novo ou antigo, alugado ou próprio: você nunca sabe quando vai precisar juntar uma grana e fazer uma reforma, não é mesmo? A melhor dica é: fique atento aos detalhes e tente fazer as reformas necessárias de uma só vez para poupar tempo e dinheiro! Confira:

INFILTRAÇÃO

Notou algum tipo de mofo, escurecimento, estufamento das paredes, queda de azulejos, pisos levantados ou descolados? Muito cuidado! Provavelmente é uma infiltração. Se não for resolvida, ela pode chegar a danificar estruturas da construção.

INSTALAÇÕES

As instalações envolvem fiação elétrica, estrutura hidráulica, entre outros. A “validade” delas está diretamente ligada a qualidade dos produtos e trabalho adquiridos. Alguns problemas comuns relacionados ao tema, são: curto-circuito, quedas repentinas de chave elétrica, canos estourados e retorno de água pelo ralo.

ESQUADRIAS

Caso as esquadrias comecem a emperrar e não proteger o interior do imóvel, o ideal é trocá-las por esquadrias novas. Isso valoriza ainda mais o espaço e sua fachada.

ESTILO DE VIDA

Um bebê, um cachorro, um filho que sai de casa. Essas mudanças de vida também podem interferir na estrutura da casa, pois poderá adaptar os ambientes para a nova fase de quem vive no local.

SAIBA MAIS

+ CHECKLIST: O QUE VERIFICAR ANTES E DURANTE A COMPRA DO SEU IMÓVEL
+ VANTAGENS DE MORAR E INVESTIR EM JAÚ
+ COMO USAR O FGTS PARA COMPRAR O SEGUNDO IMÓVEL

ACABAMENTO

É normal que pisos, azulejos, papel de parede, pinturas acabem desgastados com o tempo. Porém, você sabia que a manutenção é sempre mais fácil e econômica do que a substituição desses acabamentos? Porém, se for de extrema necessidade, não dá para fugir da reforma!

COMPRA DO IMÓVEL

Às vezes, a reforma é necessária para adaptar a residência à necessidade do comprador, principalmente se o imóvel for muito antigo, frágil ou esteticamente pobre.

ESTILO ARQUITETÔNICO

A mudança no estilo arquitetônico da residência é válido caso o comprador ou morador esteja insatisfeito. Além disso, ajuda a valorizar o imóvel, caso optem pela venda do mesmo.

FONTE: http://www.opovo.com.br/

Quer morar ou investir em uma cidade em pleno crescimento?

Leia Mais